O legado do Cavaleiro, o Batman da Inglaterra

Por muito tempo, uma palavra, mais do que todas, definiu a DC Comics: LEGADO. Títulos como Flash, Sociedade da Justiça e Lanterna Verde apresentaram diversas gerações de heróis usando o mesmo nome ou tema.

O próprio Batman tem um legado enorme, que incluí Robin, Asa Noturna, Batgirl, Batwoman e até o obscuro Clube dos Heróis, que acabou recebendo um upgrade e se tornando a Corporação Batman. E se disséssemos que, mesmo dentro desse time não tão conhecido, existe um longevo legado na forma do Cavaleiro?

buddycaval1
A Corporação Batman

Tudo começa em 1941, nas páginas de Adventure Comics #66, onde Creig Flessel nos apresentou outro Cavaleiro, Sir Justin, o Cavaleiro Andante (Shining Knight).

buddycaval2
O Cavaleiro Andante

O personagem era um dos Cavaleiros da Távola Redonda do Rei Arthur, que salvou Merlin em certa ocasião. Em retribuição, o mago fez da armadura, espada e escudo de Justin indestrutíveis, ainda dando asas ao seu cavalo, que se tornou o Vitória Alada.

Os Sete Soldados da Vitória
Os Sete Soldados da Vitória

Em batalha com o ogro Blunderbore, Justin e seu cavalo foram soterrados por uma avalanche e ficaram em animação suspensa, até que foram encontrados e revividos em 1941, bem a tempo de lutarem na 2ª Guerra Mundial. O Cavaleiro Andante foi um dos fundadores dos Sete Soldados da Vitória e membro valoroso do Comando Invencível (All-Star Squadron), além de guarda-costas pessoal de Winston Churchill, de quem se tornou grande amigo.

buddycaval4
O Comando Invencível

Agora voltemos ao tema do site, o Batman. Em 1950, em Batman #62, Bill Finger e Dick Sprang apresentaram a dupla Cavaleiro e Escudeiro (Knight & Squire), heróis ingleses que basicamente eram a contraparte britânica de Batman e Robin – e na época com uniformes mais condizentes com seus codinomes. Os heróis eram Percy Sheldrake e seu filho, Cyril. Ambos fizeram parte do Clube dos Heróis, que também tem o nome bem mais legal Batmen de Todas as Nações.

buddycaval5
A estreia de Cavaleiro e Escudeiro

Mas o que diabos o Cavaleiro Andante tem a ver com tudo isso? Bem, em Young All-Stars #22 (1988), Sir Justin ganhou um sidekick, seu próprio Escudeiro, através de um recton numa época pós Crise nas Infinitas Terras, onde as histórias das várias Terras estavam sendo unificadas. E esse Escudeiro era ninguém menos do que o jovem Percy Sheldrake. E eis que surge uma verdadeira tradição Cavaleiro/Escudeiro, desde os tempos do Rei Arthur!

Treinado por Justin, Percy fez parte do Comando Invencível e dos Young All-Stars e continuou ao lado de seu mentor por alguns anos depois do final da guerra. Já adulto, adotou o codinome Cavaleiro e chegou a integrar o grupo internacional Guardiões Globais.

O Escudeiro original
O Escudeiro original

Percy acabou morrendo em combate com seu arqui inimigo Spring Heeled Jack e Cyril o sucedeu como Cavaleiro. Infelizmente, Cyril não era muito equilibrado, ficando sobrecarregado com a responsabilidade que herdou, seja a fortuna da família ou o título de Cavaleiro. Isso o levou ao alcoolismo e a apostas, que chegaram a custar o castelo da família. Para pagar suas dívidas, até agiu por pouco tempo como vilão.

E eis que entra em cena Beryl Hutchinson (segundo seu criador, Grant Morrison, batizada em homenagem a Beryl the Peril, uma tira de jornal inglesa), uma garota que literalmente resgatou Cyril da sarjeta, até mesmo oferecendo sua garagem como base de operações. Cyril se reencontrou como Cavaleiro e treinou Beryl para ser sua Escudeira.

A Escudeira em ação
A Escudeira em ação

Essa versão da dupla deu as caras pela primeira vez em JLA #26 (1999), seguindo a tradição, como parte de mais uma equipe internacional: os Ultramarines. Desta vez, existia um contraste: Cyril vinha de uma família nobre, enquanto Beryl sempre se virou nas ruas. Mas isso não quer dizer que ela não tem instrução, pelo contrário, entende de computadores e tem extrema facilidade em aprender outras línguas e qualquer padrão de comunicação, de maneira quase sobre-humana.

Beryl the Peril não foi a única homenageada. A moto do segundo Cavaleiro se chama Anastasia, mesmo nome da nave do clássico aventureiro espacial Dan Dare.

imagem-8-os-ultramarines
Os Ultramarines

Morrison tomou gosto pela dupla e voltou a usá-la várias vezes em histórias da Liga da Justiça e do Batman, principalmente quando reformulou o Clube dos Heróis e o reapresentou como a Corporação Batman, uma unidade internacional de combate ao crime coordenada pelo Batman e financiada pelas Empresas Wayne.

A dupla teve os holofotes voltados a ela em apenas uma ocasião, na minissérie Knight and Squire (2010-2011), escrita por Paul Cornell (Doctor Who) e desenhada por Jimmy Broxton.  Cheia de conceitos divertidos que mereciam até uma revista mensal, a mini apresenta outros heróis e vilões ingleses, já que eles frequentam um mesmo pub, onde a trégua entre eles prevalece. Entre eles está Jarvis Poker, o Coringa inglês.

A minissérie de Cavaleiro e Escudeira
A minissérie de Cavaleiro e Escudeira

Nas últimas aventuras da Corporação Batman, Cyril é morto em combate por um clone de Damian Wayne. Sua despedida, com o povo britânico lamentando pelas ruas, aponta uma adoração e importância nunca demonstradas anteriormente, ao ponto do Primeiro Ministro cogitar bancar sua ressurreição.

Isso não ocorreu, mas o legado continuou. Como já era esperado, Beryl se tornou a Cavaleira e continuou a combater o crime. Até o momento, essa foi a última aparição da moça. Fica a torcida para o retorno da Corporação Batman.

A nova Cavaleira ao lado da Corporação Batman
A nova Cavaleira ao lado da Corporação Batman

Mas ainda não acabamos, faltam dois Cavaleiros : Mortimer Drake e Hudson Pyke foram dois criminosos espadachins que adotaram a identidade de Cavaleiro. Contudo, aí é um caso de coincidência linguística. No original, o nome de ambos é Cavalier.

O Cavaleiro inimigo do Batman, direto da animação Batman - Os Bravos e Destemidos
O Cavaleiro inimigo do Batman, direto da animação Batman – Os Bravos e Destemidos

Leonardo Vicente é um dos apresentadores do programa HQ&CIA, mantém o blog Fala Animal! e é colaborador da revista Mundo dos Super-Heróis e demais publicações nerds da Editora Europa.

Leonardo Vicente

Nunca sequer visitou Gotham City, muito menos morou numa caverna, nem mesmo treinou com os maiores mestres marciais do planeta. No comando do site Mundo Comics e escrevendo para a revista Mundo dos Super-Heróis, se deu conta de sua triste maior diferença quando comparado com Bruce Wayne: não tem a mesma fortuna que ele!